Posted by: kohlerortofacial | September 10, 2012

Profissionais voluntários formam grupo de informação sobre zumbido

O encontro de setembro do Grupo de Informação a Pessoas com Zumbido de Curitiba (GIPZ Curitiba) irá abordar os tratamentos que podem ser indicados para quem sofre com zumbido. As reuniões são gratuitas, promovidas por profissionais voluntários e qualquer pessoa pode participar. A otorrinolaringologista e otoneurologista Rita de Cássia C. Guimarães, coordenadora do GIPZ, está à disposição para falar mais sobre o zumbido e as reuniões do grupo.

Dia 28 de agosto é comemorado o Dia Nacional do Voluntariado. Uma ótima data para lembrar o esforço de pessoas que visam fazer a diferença na sociedade por meio do seu trabalho, da realização de atividades para diferentes públicos e pela doação do seu tempo. É o caso dos profissionais do Grupo de Informação a Pessoas com Zumbido de Curitiba (GIPZ Curitiba). Ao todo são seis profissionais que reservam uma sexta-feira por mês, de março a dezembro, para se encontrar com pessoas que tem zumbido no ouvido.

Durante as reuniões do GIPZ, os participantes aprendem mais sobre o zumbido, entendem as suas causas, fatores agravantes e possíveis tratamentos. A primeira hora do encontro é destinada a palestra proferida por um dos especialistas do grupo. A segunda hora é dedicada ao esclarecimento de dúvidas dos presentes e a troca de experiências entre os pacientes. “Não fazemos consultas e nem vemos os exames. Nosso objetivo é dar direcionamentos e esclarecimentos sobre o zumbido”, enfatiza a otorrinolaringologista e otoneurologista Rita de Cássia C. Guimarães, coordenadora do GIPZ.

O grupo também é formado por Gerson Köhler (ortodontista e ortopedista facial), Vivian Domit Pasqualin (fisioterapeuta especialista em dor crônica), Izabella de Macedo (fonoaudióloga especialista em audiologia) e Daniela Matheus (psicóloga especialista em Terapia Cognitivo Comportamental). “Nós elaboramos um cronograma com diferentes assuntos. Cada mês é abordado um tema e um profissional ministra a palestra. Os participantes podem fazer as perguntas que quiserem, mesmo que não esteja relacionada com o assunto daquela reunião”, explica.

Mais informações sobre o próximo encontro podem ser obtidas através do fone 41 3225-1665.


Responses

  1. Indiquei para várias pessoas com este problema, alguns estão frequentando e gostando. Obrigada dr. Kohler pela sua disponibilidade em ajudar o próximo. Parabéns a todos pela bela iniciativa!

    • Obrigado, Maria! Nosso objetivo é ajudar as pessoas a entender um pouco mais sobre o zumbido. O conhecimento promove qualidade de vida, já que a pessoa sabe que é possível tratar o sintoma e viver bem. Agradeço a todos que participam do grupo, são muito bem vindos!

  2. Boa noite Dr Gerson,

    Moro em Belo Horizonte, sofro com o zumbido no ouvido ha 05 anos após uma crise de stress. Ainda não fiz nenhum tratamento, mas, em consulta a um otorrino em 2009, esse mandou que eu realizasse vários exames tais como: Ressonãncia magnética da coluna, audiometria, glicemia em jejum, curva glicêmica, núcleo do pan, sendo que somente a audiometria e ressonância apresentaram pequenas alterações, Depois, como eu estava viajando muito a serviço, não continuei com a investigação sobre a causa do zumbido. Portanto te pergunto, como faço pra participar das reuniões do GIPZ? quero continuar na investigação do meu problema, pois sou muito saudável, pratico muito esporte, não fumo apesar de ser muito ansioso.

    • Olá, Geraldo. As reuniões do GIPZ acontecem sempre na primeira sexta-feira do mês, a partir das 14 horas, no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba (PR). A participação é gratuita e mais informações podem ser obtidas pelo fone (41) 3225-1665. É fundamental que você volte a fazer os exames e a investigar a causa do zumbido para que possa tratá-lo. No GIPZ, os profissionais são voluntários e o objetivo é compartilhar informações atualizadas sobre o zumbido, explicar suas causas e tratamentos e esclarecer dúvidas dos participantes. Quanto mais informações o paciente sabe sobre o zumbido, maiores são as chances de melhorar. Nós não analisamos exames e nem fazemos consultas nas reuniões, por isso é importante que você busque um especialista de sua confiança para dar continuidade a investigação. Obrigado pela sua visita no blog e quando vier a Curitiba, não deixe de ir ao GIPZ! Um abraço.

  3. really good post. i will link to this at my blog. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: